Postura Ética e Moral


Em tese, não deveríamos falar em “mais ético”. Ou a pessoa é ética ou não é. Não há gradação para ética. É o mesmo caso da pessoa mais ou menos grávida.

Também é muito difícil definir que uma pessoa é ética. O certo seria afirmar que a pessoa “está ética” em determinado lapso de tempo. Isto porque, é difícil para o ser humano assumir uma condição ética o tempo todo, todo o tempo. Exige uma energia enorme para conseguir isso de forma natural.


Do ponto de vista da existência da espécie humana, podemos dizer que descemos da árvore faz uns 5 segundos. Ainda estamos adaptando nosso cérebro a pressão atmosférica, a velocidade do planeta e outras forças naturais. O tubarão, por exemplo, que tem mais de 300 milhões da anos, está muito mais adaptado que nós. Nossa espécie, (homo sapiens) tem apenas 300 mil. Isso faz uma diferença muito grande.


Por termos um cérebro novo e reptiliano, agimos muito mais pelo impulso e instinto de preservação do que pela racionalidade. Lembrando que a reflexão ética é totalmente racional. Isso nos dificulta sermos éticos e agirmos moralmente durante toda nossa trajetória. Por mais que queiramos fazer isso, é quase impossível. Nossos instintos e impulsos nos mostram atalhos o tempo todo. É difícil não cair nessa tentação da vida.


Então, qual o caminho para ser Ético e agir Moralmente?

Durante todos esses anos estudando ética e moral, cheguei à conclusão de que podemos assumir uma Postura Ética e Moral perante a vida. É o máximo que poderemos fazer e, para isso, teremos que aplicar um esforço enorme para conseguir ter êxito e se orgulhar um pouco do nosso itinerário e possível legado.


Chamo de Postura Ética e Moral o seguinte:


“Um exame permanente do alcance das minhas ações voltadas para o bem, e da minha disposição de aceitar, seguir e propor modificações das regras estabelecidas.”


Vamos detalhar um pouco essa asserção:


1) No trecho: Um exame permanente do alcance das minhas ações voltadas para o bem...”; a ideia aqui é analisar o que fazemos no dia a dia quando falamos que fizemos o bem. Qual o alcance disso? Foi apenas o bem para mim? Foi o bem para minha família? Para quem fiz esse bem? Qual, o alcance dele?

2) Lembrando aqui que a ética, trata do bem comum com viés universal, ou seja, podemos dizer que há uma ação ética em andamento, quando ela está proporcionando o bem comum de forma universal. Por exemplo: quando estou ajudando (de todas as formas possíveis) uma ONG que atua no mundo todo procurando eliminar a fome, eu estou agindo de forma ética, pois o alcance de minha ação é universal;

3) Isso não quer dizer que, quando eu assumo a Postura Ética de ajudar o meu país em uma catástrofe eu não estou sendo ético. Claro que sim. Estou sendo ético pois estou agindo para mitigar o sofrimento alheio que, analogamente é um sofrimento humano por natureza e assim, também universal;

4) No trecho: ...e da minha disposição de aceitar, seguir e propor modificações das regras estabelecidas...”; aqui a ideia é analisar se estou seguindo as regras as quais estou submetido (leis do país) ou que me submeti por decisão própria (minha religião, meu trabalho, minha escola, meu condomínio etc.) Essas regras tratam da moralidade, ou seja, do certo e errado de forma singular. Aquelas regras que um grupo de pessoas definiu como princípios a serem seguidos. É importante que eu examine se estou de acordo com esses princípios, se estou seguindo ou não, e se gostaria de modificá-los. Caso contrário, serei imoral se aceitar as regras e agir contra elas. Por exemplo: se um cristão aceita a bíblia como seu código de conduta (regras) e não age de acordo com que está escrito, ele é imoral. Da mesma forma um funcionário que aceita o código de conduta da empresa e não age de acordo com o código, ele também é imoral. Só que no caso da empresa, pode acontecer sua demissão;

5) Se não aceito as regras e não estou disposto a propor modificações, por qualquer que seja o motivo, estou sendo também imoral, pois estou desistindo de provar para os outros que as regras poderiam ser melhores se fossem outras;

6) Isso acontece no meio político (vereadores e deputados) mas também acontece no condomínio, no trabalho na religião etc. Prefiro descumprir os combinados do que ter o trabalho de modificá-los.

Veja no esquema a seguir o que estou falando de forma visual. Perceba que o nível de Postura Ética e Moral vai melhorando de acordo com nosso tempo de vida na terra e nosso desejo de agir para um bem maior.


No meu entender, a Postura Ética e Moral é possível e pode ser a salvação da espécie humana na busca de um mundo melhor, mais justo, mais igual, mais colaborativo e mais prospero. Sem isso, estaremos fadados aos impulsos e instintos humanos que, por medo atávico, nos farão sucumbir.


É comum ouvir que devemos deixar um mundo melhor para nossos filhos. Estamos errados em falar isso. Na verdade, devemos deixar filhos melhores para o nosso mundo. Filhos esses que assumam uma Postura Ética e Moral perante a vida e o Planeta. Por isso, estudar e praticar ética e moral é uma atitude que nos leva a evolução e manutenção da espécie humana.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo