Não para o Continuísmo!!!


Tenho uma tendência de ser contra qualquer tipo de continuísmo. O ser humano é apegado às coisas que conhece e tem muita dificuldade em se abrir para coisas novas. Nosso modelo mental é continuísta e procura ficar numa zona de conforto infinitamente. O medo e apego é que mantem o status quo desse continuísmo interno. Ele se propaga também para um continuísmo externo, representado pela manutenção do paradigma, pela incompetência e pela vaidade.


Se um líder recebe um cargo e tem determinado período de tempo para executar um conjunto de atividades e consegue êxito, deveria fazer parte do seu êxito o desenvolvimento de um sucessor. Querer se manter no cargo após o período combinado é pura vaidade e mantém o paradigma de: "Em time que está ganhando não se mexe". Esse pensamento não é inovador e não contribui para o desenvolvimento de nada. É fundamental renovar a liderança e buscar dar oportunidade para outras pessoas executarem suas obras. O verdadeiro líder sabe disso!


O pior líder é aquele que sabe que o tempo para realizar o que se propôs está acabando, não fez o combinado e já está querendo negociar uma prorrogação de tempo do seu trabalho. Em nome do apego, vaidade e incompetência, esse líder está pedindo uma segunda chance para acabar de realizar o que não conseguiu e promete realizar mais coisas para tentar convencer pessoas que:"Em time que está perdendo, também não se mexe".